O poder das perguntas para alcançar o sucesso

Fazer perguntas é a chave para se conhecer algo. Prova disso é a curiosidade da criança, na fase pré-escolar, quando está começando a conhecer o mundo. Ela se conecta com o mundo através das perguntas, aprendendo como deve se comportar e o que esperar de algumas situações. 

 

O poder da indagação é conhecido milenarmente. Já no século V a.c., Sócrates desenvolveu um método de investigação filosófica chamado maiêutica ( parto, em grego), cuja base teórica é a arte de fazer perguntas e com isso dar luz às ideias complexas. Através do diálogo feito por perguntas e respostas entre o mestre e o aluno, o método socrático buscava dar e devolver argumentos através de um discurso curto e preciso cujo objetivo era a procura da verdade, auxiliando o aluno na descoberta e redefinição de seus próprios valores e na busca de si mesmo. A maiêutica baseia-se na ideia de que o conhecimento é latente na mente de todo ser humano, podendo ser encontrado pelas respostas a perguntas propostas de forma perspicaz.

 

Baseado na lógica maiêutica, o coaching utiliza as perguntas para revelar os limites e as possibilidades do cliente para que ele possa atingir o que tanto deseja. Dos limites, estou falando das crenças limitantes que estão por trás dos comportamentos auto-sabotadores. São essas crenças, que por muitas vezes não são conscientes, que fazem com que o cliente se comportem de uma forma que os distanciam do sucesso almejado. Exemplos disso são o cliente recair na tentativa de emagrecer ou na luta contra o fumo e outras drogas.  Já as possibilidades, são as habilidades, qualidades e potencialidades que irão auxiliar o coachee no alcance de suas metas. Fazendo uma analogia, é como se o profissional ajudasse a organizar as peças de um quebra-cabeça para que o cliente veja a figura como um todo. Antes do coaching, o cliente costuma ter seu mindset (mapa mental) desorganizado e pouco eficiente. Através das perguntas cirúrgicas, aliadas a ferramentas poderosas,  o cliente passa a ter uma otimização das suas funções mentais que levam a atitudes eficientes e mais próximas do sucesso.

 

As perguntas, quando utilizadas de forma correta, permite a substituição de crenças limitantes em crenças fortalecedoras, aumentando, com isso, a auto-confiança e a motivação para que o cliente tome as atitudes corretas para o seu progresso. Estamos falando de perguntas que muitos de nós nunca chegamos a nos fazer.

 

São perguntas do tipo:

 

O que é mais importante para você?

 

Qual é o seu maior sonho?

 

Quais são suas metas para curto, médio e longo prazos?

 

O que te impede de atingir o que você deseja? Como você pode reverter essa situação?

 

Se você alcançasse a sua meta, como você se sentiria? O que veria e pensaria?

 

Quais são suas fortalezas? O que você sabe fazer de melhor?

 

Quais são suas fraquezas? O que precisa aprimorar para atingir o que procura?

 

Desafio você a se fazer essas perguntas! Reserve uns minutinhos e pense bastante a respeito dessas questões.

 

Sabendo do poder das perguntas, convido você a usar esse lema daqui por diante:

 

Faça as perguntas certas e encontre as respostas de que precisa.

 

 

Sucesso e até breve!

 

Por que muitas pessoas sonham e poucas realizam?

 

É muito comum ouvir pessoas com idade mais avançada dizerem que sempre sonharam em ter determinado tipo de vida mas que “as circunstâncias não permitiram” ou ainda pessoas novas que se permitem sonhar com algum resultado, mas encaram isso como algo impossível e distante de suas realidades. 

 

Sonhar é preciso! Entretanto, se o que você deseja permanecer na mente de forma abstrata, nos momentos em que você “VIAJA NAS IDEIAS” ou durante o sono, as chances de você realizar são quase nulas! Infelizmente, isso é o mais comum de acontecer. É preciso transformar o seu sonho em META. E como se faz isso?  

 

Primeiramente, é necessário que você saiba EXATAMENTE o que DESEJA. Se você tiver como sonho “ser feliz”, é muito difícil traçar um planejamento para alcançar, principalmente se você não sabe ao certo o que é felicidade para você. O mesmo acontece como o desejo de “ficar em forma”. Seu cérebro não conseguirá interpretar esse tipo de instrução, já que isso pode significar várias coisas!  Sua meta tem que ser específica, como por exemplo emagrecer 10 quilos, ganhar 100 mil, passar no concurso púbico “X”, diminuir o nível de colesterol para 170mg/dl. 

 

A sua meta também precisa ser mensurável, ou seja, você precisa QUANTIFICAR o que deseja atingir para poder avaliar se realmente conseguiu. Se você deseja diminuir o consumo de bebida alcoólica, por exemplo, tem que definir em quanto gostaria de diminuir. Seu cérebro necessita de instruções precisas. Caso contrário,  não saberá por onde começar, fazendo com que a procrastinação se instale ( para saber mais sobre procrastinação, acesse meu vídeo porque mudar é preciso! Tenha a vida que deseja).

 

Outra característica que a meta precisa ter é atratividade. Está comprovado cientificamente que o ser humano produz mais quando encara situações DESAFIADORAS e ATRAENTES. Metas simples e sem valor significativo para o indivíduo costumam não geram a motivação necessária para sua realização. Identifique os benefícios que a sua meta pode lhe proporcionar e defina uma visão positiva de si mesmo(a) ao alcançar o que tanto deseja. Se quer emagrecer, por exemplo, tente se visualizar com o corpo magro e sentir o prazer que isso lhe gera.

 

Apesar do ser humano ser capaz de realizações surpreendentes, existem limitações que não podem ser ignoradas. Nesse sentido, a meta precisa estar alinhada com sua REALIDADE e com os recursos internos ( habilidades, qualidades, aptidão) e externos (condição financeira, suporte social, etc)  a que pode recorrer.  Uma boa forma de verificar se sua meta é realista, é procurar pessoas semelhantes a você que alcançaram o que você deseja. Com isso, você pode não apenas se certificar que sua meta está dentro das sua possibilidades, como também se motivar ao perceber que pessoas como você tiveram sucesso. 

 

Por fim, a meta precisa ter um TEMPO LIMITE para você poder alcançar. Se não definir um prazo, pode ter a impressão que nunca se aproxima da meta. Se você pretende ser promovido no trabalho, defina até quando pretende fazer com que isso aconteça. Assim, você conseguirá traçar um planejamento de como chegar nesse resultado. Você pode, por exemplo, começar identificando as competências necessárias para esse cargo e definir datas para participar de treinamentos. É possível sempre ajustar sua estratégia, mas é importante saber o que realmente deseja e estabelecer prazos para cada passo a ser dado. 

 

Com todas essas definições, você estará apto a iniciar sua jornada! Com foco ( sabendo o que quer e o quanto quer) , motivação ( desejando algo que seja atraente e dentro das suas potencialidades) e planejamento ( definindo os prazos para alcançar cada passo da sua jornada), o SUCESSO estará bem à sua frente. 

 

Comece a sua jornada e não se esqueça:

"DORMIMOS para SONHAR e ACORDAMOS para REALIZAR".

 

Sucesso e até breve!

 

Tags:

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curta Este Post
Please reload

Posts Em Destaque

Life Coaching: transformando vidas!

May 30, 2017

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© 2019 Onmental Espaço Terapêutico. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Bey Agência na plataforma WIX.com